sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Lei determina que SDS tenha acesso às imagens das câmeras dos bancos e lotéricas


Um dia após Pernambuco registrar 52º assalto a banco somente neste ano, o governador Paulo Câmara sancionou uma lei que determina que a Secretaria de Defesa Social (SDS) tenha acesso às imagens das câmeras de segurança das agências bancárias e lotéricas. O objetivo é contribuir para as investigações policiais, agilizando a identificação e prisão dos suspeitos.

A lei de número 15.287, publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (17), ainda determina que tanto as imagens internas quanto as externas dos bancos e casas lotéricas sejam liberadas logo após as ocorrências de assaltos, no momento em que a polícia chegar ao local para registrar o caso e dar início às buscas pelos criminosos.

Em caso de descumprimento da lei, o Corpo de Bombeiros não emitirá ou renovará o Atestado de Regularidade – obrigatório para o funcionamento dos estabelecimentos. A lei entra em vigor em 90 dias.

Nessa quarta-feira, quatro homens armados invadiram agência do Banco Santander, na Avenida Caxangá, na Iputinga, Zona Oeste do Recife. Para entrar na agência, os criminosos atiraram contra os vidros, que ficam ao lado da porta giratória. Antes dos disparos, outros três criminosos estavam do lado de dentro, monitorando os vigilantes. Os suspeitos roubaram dinheiro, colete a prova de balas e um revólver calibre 38 de um dos vigilantes. A ação, foi gravada por câmeras de monitoramento do Santander.

Para o Sindicato dos Bancários de Pernambuco, a maioria dos assaltos registrados na capital poderia ser evitada se a lei municipal 17.67 fosse cumprida pelas agências e fiscalizada pela prefeitura. Essa lei, sancionada desde 2010, obriga os bancos a contar com portas e vidros blindados, guarda-volumes e um mínimo de dois seguranças para cada pavimento, entre outras regras de segurança.

Em 2011, a pedido do Ministério Público de Pernambuco, a prefeitura chegou a fiscalizar e até interditar alguns bancos que não estavam de acordo com a norma, mas, nos últimos anos, a Secretaria-Executiva de Controle Urbano não deu continuidade ao trabalho.
Fonte:Ronda JC


Nenhum comentário:

Postar um comentário